CENTRAL DE ATENDIMENTO
24 HORAS
31 4020-5636
CAPITAL E REGIÃO METROPOLITANA
0800 031 7100
DEMAIS REGIÕES.

Dia Mundial do Doador de Sangue

.

Doação de sangue é o processo pelo qual um doador voluntário tem seu sangue coletado para armazenamento em um banco de sangue ou hemocentro para um uso subsequente em uma transfusão de sangue. Trata-se de um processo de fundamental importância para o funcionamento de um hospital ou centro de saúde.

Dia 14 de junho é comemorado a nível mundial o Dia do Doador de Sangue.

Esta data foi criada com o objetivo de homenagear a todos doadores de sangue, e criar o sentimento conscientizador daqueles que ainda não doam da sua importância, que pode salvar milhares de vidas.

A data foi criada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em 2014. O dia escolhido para esta data é uma homenagem ao nascimento de Karl Landsteiner (14 de junho de 1868 - 26 de junho de 1943), Karl foi um imunologista austríaco que através de seus estudos, descobriu o fator Rh, e as diferenças entre os tipos sanguíneos.

Quem pode doar sangue?

Para doar sangue, a pessoa deve atender algumas características específicas, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS):

  • Homem ou mulher;
  • Entre 16 e 68 anos;
  • Ter acima de 50 quilos;
  • Não ter Hepatite B, Hepatite C, Doença de Chagas, Sífilis, AIDS (HIV), HTLV;
  • Estar bem alimentado e descansado;
  • Esperar entre 90 e 180 dias após o parto para mulheres grávidas;
  • Se estiver gripado, esperar no mínimo 7 dias após a recuperação para poder doar;
  • Após uma doação, as mulheres devem esperar 90 dias para fazê-lo novamente; enquanto os homens devem esperar 60 dias.
  • Levar um documento oficial de identidade com foto
  • Ter dormido pelo menos 6 horas antes da doação
  • Boas condições de saúde

Impedimentos temporários

  • Resfriado: aguardar 7 dias após desaparecimento dos sintomas.
  • Gravidez
  • 90 dias após parto normal ou abortamento e 180 dias após cesariana.
  • Amamentação (se o parto ocorreu há menos de 12 meses).
  • Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação.
  • Tatuagem / maquiagem definitiva nos últimos 12 meses.
  • Situações nas quais há maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis: aguardar 12 meses.
  • Qualquer procedimento endoscópico (endoscopia digestiva alta, colonoscopia, rinoscopia etc): aguardar 6 meses.
  • Extração dentária (verificar uso de medicação) ou tratamento de canal (verificar medicação): por 7 dias.
  • Cirurgia odontológica com anestesia geral: por 4 semanas.
  • Acupuntura: se realizada com material descartável: 24 horas; se realizada com laser ou sementes: apto; se realizada com material sem condições de avaliação: aguardar 12 meses.
  • Vacina contra gripe: por 48 horas.
  • Herpes labial ou genital: apto após desaparecimento total das lesões.
  • Herpes Zoster: apto após 6 meses da cura (vírus Varicella Zoster).

Impedimentos definitivos

Procedimentos

A coleta de sangue para doação consiste na retirada de cerca de 450ml de sangue, através do uso de material descartável, de uso único e estéril. O tempo de permanência do doador no Banco de Sangue, incluindo coleta e triagem, é de aproximadamente 12 minutos.

No Brasil, o Ministério da Saúde exige a realização de alguns procedimentos específicos antes e depois da doação, a fim de prevenir complicações para o doador e contaminação para o receptor durante o período de janela imunológica de doenças.

Antes da doação, o candidato irá passar por uma entrevista de triagem clínica, na qual podem ser detectadas algumas condições adicionais que possam impedir a doação. Após cada doação serão realizados os seguintes exames no sangue coletado:

  • tipagem sanguínea ABO e Rh;
  • pesquisa de anticorpos eritrocitários irregulares (PAI);
  • Teste de Coombs Directo;
  • fenotipagem do Sistema Rh (D,C,E.c,e), fenotipagem de outros sistemas;
  • testes sorológicos para: Hepatite B, Hepatite C, Doença de Chagas, Sífilis, HIV (AIDS), HTLV I/II.

Esse procedimento se repetirá após cada doação e os resultados serão comunicados ao doador.

Cuidados-pós doação

  • Permanecer pelo menos 15 minutos no local após a doação para observação;
  • Não fumar na 1ª hora após a doação;
  • Tomar bastante líquidos (ex.: água, suco, chá);
  • Evitar atividades físicas vigorosas ou que coloquem em risco a sua segurança e a de outros nas próximas 12 horas;
  • Evitar utilizar intensamente o braço onde foi realizada a punção;
  • Comunicar o Serviço de Hemoterapia caso você queira informar algo que omitiu na entrevista ou achar que seu sangue pode ser prejudicial a outra pessoa;
  • Procurar o Serviço de Hemoterapia caso apresente qualquer problema que você ache que possa estar relacionado com a doação;
  • Respeitar o intervalo mínimo entre as doações: 2 meses para o homem e 3 meses para a mulher;

O procedimento é simples, rápido e indolor!

No Brasil, segundo a campanha #PartiuDoarSangue, somente 1,8% da população se dispõe a doar sangue, enquanto o ideal seria 5%.

Esse cenário vem mudando com as sucessivas campanhas de esclarecimento junto à população para que aumente no número de doadores de sangue em todo país.

Faça sua parte, doe agora você também. Clique abaixo e agende sua doação de sangue:

doe_BOTAO.png

Informações

Ligue 155 - opção 1   /   Deficientes auditivos e de fala:  0800 200 155

partiu_doar_sangue.png

Fonte parcial desta publicação: wikipedia.org

 

Manual - Impressão de boletos VIVAMED

Como imprimir seu boleto VIVAMED